“Minha vida é andar por esse país

Pra ver se um dia descanso feliz

Guardando as recordações

Das terras onde passei”

(“A vida de viajante”, Luiz Gonzaga e Gonzaguinha)

Leitoras,

Estava “out”, dentro de mim. Essa é uma das concepções mais paradoxais que podem existir. Entretanto, para nós, viajantes é a frase que mais representa as nossas andanças em busca da construção das paredes do nosso ser. Aproveitei este momento para produzir um playlist de viagem.

Nordestina que sou, na República de Resistência que vivo, me sinto no compromisso de trazer uma playlist de mulheres que tocam o gênero FORRÓ para servir de trilha sonora a nós, neste São João ou pelas nossas andanças pelo Brasil.

Sim: Forró é gênero. Dentro dele, há diversos ritmos. São eles: o xote, o baião, o arrasta-pé, o xaxado, a marcha (o que vemos nas famosas “quadrilhas”), coco, pé de serra, universitário e, até mesmo o maracatu – algumas vezes – também pode ser encaixado neste gênero.

Hoje as forrozeiras estão tendo cada vez mais visibilidade, em virtude da luta feminina por espaço no forró.  O Forró é diverso, como nós somos e é um universo ímpar.  Se permitir viajar nas interpretações das forrozeiras que listamos, é ter a certeza disso.

Veja abaixo 15 canções interpretadas por mulheres das mais diversas gerações:

  1. As Cangaceiras – É proibido cochilar
  2. Anastácia  – Doce Cachaça
  3. Bicho de Pé – Nosso Xote
  4. Bernadeth França – Dona Mariquinha
  5. Carmélia Alves – De pontinho em pontinho
  6. Clara Nunes – Feira de Mangaio
  7. Chiquinha Gonzaga – Quero ver você voltar
  8. Elba Ramalho – Forró do Xenhenhem
  9. Marinês – Desabafo
  10. Lilith – Menina do Céu
  11. Lucimar – Como a Moda
  12. Lucy Alves – Sebastiana
  13. Socorro Lira – Meu Pião
  14. Trio Sudestino – Eu chego lá
  15. Trio Sinhá Flor – Baião

Siga a nossa playlist de viagem

 

Faça um comentário