O Chile é muito conhecido por seu vinho. Não é à toa que grande parte dos turistas que visitam o país conhece vinícolas famosas como a Concha y Toro e San Pedro. Contudo, vamos falar de uma outra tradição do país, o pisco.

O Pisco é uma bebida alcoólica extraída da uva e que pode ter diversos graus de destilação. O sabor desse tipo de aguardente pode ser adocicado e amadeirado, tudo depende da sua produção e qualidade.

A produção de pisco artesanal é um dos carros chefes de Valle del Elqui, uma província localizada ao norte do Chile na região de Coquimbo. Nesse local, acampamos e tivemos a oportunidade de conhecer a Pisqueira Fundo los Nichos, um local que vai muito além do que uma simples produtora de Pisco, guardando tradição e história. (Logo postaremos um textos sobre nossa experiência acampando pela primeira vez).

Fundo los Nichos foi fundada 1886 e hoje é pisqueira ativa mais antiga do país. O negócio de família que já passou por cerca de cinco gerações, teve como dono o excêntrico Rigoberto Rodriguez R. que para armazenar melhor seu pisco construiu uma espécie de câmara subterrânea.

Até ai tudo bem, mas depois descobrimos que o local era destinado a muito mais do que o simples armazenamento de barris. Repleto de pinturas nas paredes, poemas e algumas esculturas, o ambiente se tornou um ponto de encontro de Rigoberto com seus amigos – estes eram desde dentistas da cidade, até a alguns deputados muito influentes e um ex-presidente do país.

O acesso a esta câmara era feito por um túnel que ligava o quarto de Rigoberto até um alçapão e quem entrava ali poderia estar dias a fio em festas regadas a Pisco, acompanhantes e dominó. Foi assim que o armazenamento das garrafas começou a ser feito em buracos na parede que se assemelhavam a gavetas de cemitério.

Tanta era a semelhança que Rigoberto começou a escrever epitáfios em cada uma dessas gavetas, todos destinados aos que bebiam daquelas reservas de pisco. Os epitáfios uniam poesia, humor e características dos que eram presenteados.

“A don Pedro Arturo Rodríguez
Esta cova foi cedida
Mais por suas pernas compridas
E seus bigodes torcidos
Foi impossível que ele coubera
E a cova ficou vazia”

Alguns dizem que pessoas foram realmente sepultadas naquele lugar, o que fez com que muitas lendas e mistérios girassem em torno da pisqueira. Uma delas é que Rigoberto ainda se encontra com os seus amigos todas as noites para tomar pisco e festejar como antes.

No final do Tour pela pisqueira acontece uma degustação de piscos e quem gostar da bebida tem a opção de comprar ali mesmo suas garrafas. A visita pode ser agendada e, no nosso caso, o camping Rancho Rodriguez em que estávamos oferece o passeio para seus clientes, com translado e guia.

Faça um comentário