Ah, viajar! Este é o sonho de muitas pessoas, e quando finalmente estamos prestes a realizá-lo…bate aquele desespero! O que levar? Será que vai fazer frio? Calor? Devo levar dinheiro ou cartão? Como faço para me comunicar com minha família no Brasil? São tantas as nossas dúvidas que às vezes parece que quanto mais planejamos, mais coisas aparecem para serem pensadas. Com base na minha experiência pessoal, vou listar algumas dicas simples para quem está prestes a fazer a sua primeira viagem sozinha.
 

6 diquinhas para quem vai viajar sozinha pela primeira vez

1- Pesquise sobre o clima e leve poucas roupas

 
Se você vai para a Europa, por exemplo, durante a primavera, existe mesmo a necessidade de levar biquíni? (Sim, eu fiz isso! Rs). Pesquise bem sobre como é o clima nos meses de sua viagem e leve apenas roupas que condizem com ele. Tenha sempre um casaco mais quente e uma roupa mais leve, pois podem haver dias com picos ou quedas de temperatura inesperadas. Uma dica útil: leve uma capa de chuva porque nada é mais difícil do que carregar malas, celular e guarda-chuva nas mãos! Deixe um espacinho na mala para guardar as inevitáveis bugigangas que você vai querer trazer para o Brasil.
 

2- Calcule seus gastos com uma margem sempre “para mais” e leve fontes diferentes de dinheiro

 
Nas três semanas que passei viajando, calculei que gastaria 50 euros por dia, incluindo comida e passeios. Não cheguei a gastar essa quantia de fato e consegui voltar para casa ainda com alguns trocados. Se você não abre mão de comer “comida de verdade”, tenha em mente que seu gasto será maior. Caso contrário, poderá comer fast food e comidinhas de supermercado e fazer o dinheiro render mais.
Aconselho levar uma parte do dinheiro em espécie e a outra parte em um cartão internacional (as opções de cartões são infinitas e para escolher um é sempre bom perguntar para o máximo possível de pessoas qual elas recomendariam). Outra coisa: apenas troque seu dinheiro em casas de câmbio, nunca na rua! Na dúvida, pesquise com antecedência pela internet onde é o melhor lugar para fazer o câmbio.
 

3- Tenha sempre um carregador portátil e um chip para se comunicar com o Brasil

Dá para você andar para todo lado usando o GPS, mas para isso é necessário que você tenha bateria no celular para usá-lo o dia todo. Não tenha pena de gastar uma graninha a mais para comprar um carregador que dê uma boa carga quando necessário. Também é bom comprar um conversor para tomada e um mapa de papel – nunca se sabe se vamos deixar nossos celular cair no lago ou algo do tipo.
Para se comunicar com as pessoas no Brasil, basta que você tenha um chip com internet. Tem gente que opta por comprar um chip do país quando chegar, mas eu particularmente preferi comprar um chip ainda no Brasil, apenas de internet, que duraria exatamente o tempo da minha viagem. Meu número não sofreu alteração alguma e eu pude usar a internet 24h por dia em todos os dias da viagem. Uma pesquisada no Google e você encontra várias opções! O meu chegou em casa em menos de duas semanas.
 

4- Leve seus bilhetes e comprovantes em papel impresso

Mesmo que você tenha tudo salvo no celular, vale a pena imprimir tudo o que você puder – passagens, comprovante de reserva em hotéis, seguro saúde, uma cópia de seus documentos e do passaporte – e levar em uma pasta de fácil acesso em sua bagagem de mão. Algumas imigrações podem ser mais chatas de passar e para evitar qualquer problema é bom já ter tudo isso à mão.

 5- Fique atenta aos horários

 
Se você for viajar para mais de um destino, preste muita atenção ao horário dos voos (ou ônibus, trem, o que for) e os horários de check-in e check-out dos hotéis. Às vezes é fácil nos esquecermos de que vamos ter que passar um tempo na rua, fazendo hora, ou que vamos precisar dormir uma noite no aeroporto, por exemplo. Também podem ocorrer choques de horário. Se planeje com antecedência para não ser pega desprevenida e precisar pensar em cima da hora no que fazer ou para onde ir. Lembre-se também de chegar com antecedência nos locais de embarque, especialmente se for viajar de avião.
 

6- Não tenha medo de se jogar!

Uma vez que você já está no seu destino, não tenha medo! Acione seu GPS, faça perguntas ao locais e vá turistar por aí! Acredite, existem mais pessoas boas do que ruins no mundo e o normal é que sejamos bem acolhidas por elas. Se precisar de ajuda, peça! Se for se hospedar em hostel, converse com as pessoas, faça amizades, confie em si mesma! E se sua intuição apitar, confie nela.
Boa sorte e boa viagem!
 

Faça um comentário