Sobre viagens e crises existenciais

Imagem: Pexels

Quando fiz minha primeira viagem internacional sozinha, em abril deste ano, imaginei como seria cada detalhe. Fiquei pensando em como seriam as pessoas, a comida, o clima, aonde eu iria… E claro, nada foi como imaginei.

Pensei que ficaria eufórica o tempo todo, correndo para lá e para cá a fim de ver tudo. Mas, na verdade, me vi em um estado muito mais contemplativo.

Foi uma viagem bem “interna”, que me conectou comigo mesma de uma forma que não imaginei que aconteceria. Foram três semanas, seis países e sete cidades, e quando retornei ao Brasil não pude mais ser a mesma pessoa.

 Uma viagem e várias mudanças internas

Zurique foi o lugar onde mais me senti acolhida; minha viagem começou e terminou por lá e isso tornou a despedida ainda mais dolorosa. A cada passo que dava pela cidade, eu me sentia mais distante de quem eu era e sentia ainda mais vontade de ser quem eu estava me tornando. E quem eu estava me tornando, afinal? Uma pessoa mais alegre, mais aberta e muito mais sociável. Percebi que eu nunca mais conseguiria sossegar em um lugar só.

Os primeiros dias de volta ao Brasil não foram nada fáceis. Bateu uma crise existencial que pensei que iria me sufocar. Mas eu sobrevivi. E isso não tem nada a ver com não amar o seu próprio país; na verdade, aprendi a me orgulhar de cada pedacinho da minha cultura. Mas percebi que, uma vez que você conhece novos lugares e novas pessoas, se torna cada vez mais difícil ficar. O movimento é que nos deixa felizes.

O que me traz um pouco de tranquilidade agora é planejar o meu futuro de modo que eu possa viajar mais e escrever sobre as experiências que tive nessas três semanas tão surreais. Então, se você está planejando viajar sozinha para o exterior, meu conselho é: vá. Vá e se prepare para nunca mais ficar.

 

Faça um comentário

Aviso

A reprodução total ou parcial do conteúdo publicado no M pelo Mundo, sem a autorização do site, é proibida pela Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.

Danielle Klier
About Danielle Klier 2 Articles
Brasiliense, professora de inglês, fotógrafa e escritora nas horas vagas. Amante das artes,da natureza e de tatuagens,atendeu ao chamado desse mundão em 2017 e descobriu nisso um novo propósito de vida. Meu blog, I Just Wander: https://ijustwanderblog.wordpress.com/ - Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010653191343 - Instagram: https://www.instagram.com/delle_klier/