Um pouquinho da Páscoa em Santiago de Compostela

Eu na Escadaria da catedral de santiago. Imagem: Giselle Elias / acervo pessoal

A pequena cidade de Santiago de Compostela pertence à região da Galiza,  Espanha, e é um dos destinos mais procurados na Páscoa.  Sabe por quê?!  Lá se encontra a Catedral de Santiago de Compostela, onde está o túmulo de São Tiago Maior, um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. A visita a esse túmulo atrai milhares de peregrinos anualmente e, muitos deles, andam centenas de quilômetros pelo Caminho de Santiago para chegar até à cidade.

O caminho de Santiago

Na verdade, existem diversos caminhos para Santiago de Compostela, tendo como partida França, Espanha ou Portugal.  Para além de um itinerário espiritual, o caminho de Santiago tem atraído diversos mochileiros que aproveitam as estradas para conhecerem as culturas locais das cidades e dos países que ele atravessa. Logo, no dia de Páscoa vemos muitos peregrinos com seus mochilões e bastões na mão a andar pela cidade, o que traz um tom mais aventureiro para o cenário extremamente religioso do dia em questão. Fiquei tão encantada que numa próxima oportunidade, quero muito fazer a peregrinação!

A Catedral de Santiago de Compostela

Altar da catedral. Imagem: Giselle Elias / acervo pessoal

Todos os dias é rezada às 12h a Missa do Peregrino na Catedral de Santiago. Todavia, em datas específicas, tal como na Páscoa, temos também a tradição do Botafumeiro, que nada mais é que um incensário que emite incenso perfumado ao final da celebração.

Não precisa ser religioso para se encantar com tudo, principalmente com a arquitetura essencialmente românica da Catedral. Cada detalhe é de tirar o fôlego! Além disso, lá muito ouro, minha gente! Após a missa podemos ver o túmulo do apóstolo Tiago Maior no subsolo da igreja; a fila é grande para acessá-lo, mas vale muito a pena a espera! O manto que cobre a estátua de Santiago é simplesmente cravejado de pedras preciosas tais como rubi, safiras e diamantes.

Acredito que nem preciso dizer que é de uma beleza extremamente singular. Além disso, durante o dia, existe diversas apresentações culturais e procissões pelo centro da cidade, tudo bem organizado, dentro do possível.  A Catedral é imensa e, em frente à entrada principal está a Praça Maior da cidade, toda linda, como todas que conheci na Espanha.

A cidade fica muito cheia e convém se preparar para, caso queira comer algum prato típico, esperar bastante e pagar mais caro. Da mesma maneira, a hospedagem também sobe de preço nessa semana. Fui preparada com lanches e como voltei para Portugal no mesmo dia, economizei uma grana para comprar umas lembrancinhas de Santiago. As ruazinhas com calçadas de pedra dão aquela sensação de aconchego e paz mesmo em um dia tão festivo. Por tudo isso, recomendo o destino na páscoa. 

Faça um comentário
Giselle Elias
Poeta incompreendida, mineira, psicóloga e atualmente faz mestrado em Portugal. Seu estilo de viagens é low cost (incluindo Couchsurfing e altos MCtrash),

Aviso

A reprodução total ou parcial do conteúdo publicado no M pelo Mundo, sem a autorização do site, é proibida pela Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.