Grávida pode viajar?

Imagem: Pexels

Uma dúvida muito comum entre as futuras mamães é se elas podem ou não viajar. Para responder essa dúvida, conversamos com a Simone Gianneschi, médica obstetra, e já adiantamos que sim – grávidas podem fazer viagens aéreas e terrestres. Mas, é preciso observar alguns detalhes importantes.

O primeiro detalhe sobre viajar grávida é que as companhias aéreas estabelecem algumas regras. Por exemplo, na Latam é possível viajar tranquilamente, mas a partir de 28 semana é necessário apresentar um atestado médico.

Já na Gol, a partir da 28 semana, a gestante precisa preencher uma declaração de responsabilidade e a partir da 38 semana apresentar um atestado médico. “As companhias aéreas, geralmente, permitem o embarque até 30 semanas de gestação e algumas pedem uma declaração para o obstetra que acompanha a gestante”, explica a doutora.

O segundo detalhe importante sobre viajar grávida é a contratação do seguro viagem tanto em viagens nacionais quanto internacionais. O seguro garante que a grávida tenha coberturas fundamentais como assistência médica e farmacêutica. Gianneschi ressalta que a contratação é necessário não só para gestantes, mas para toda família. “Despesas médicas no exterior podem surpreender pelo alto valor”, enfatiza.

Bom. Já falamos sobre as questões mais “burocráticas”, vamos para a parte mais “tranquila”. Qual destino escolher? Será que a futura mamãe deve optar por lugares menos agitados? Questionamos a doutora sobre isso e o que ela nos disse é que a escolha do destino é muito particular de cada gestante.

“Algumas são jovens e muito ativas, às vezes são até atletas, e por isso possuem disposição para viagens, compras e caminhadas. Enquanto outras podem escolher descansar numa praia. Acho que se deve levar em conta a fase da gravidez, pois quanto mais avançada menor a disposição”, explica.

Apesar  da escolha do destino ser uma opção de cada mulher, a doutora alerta que as gestantes não devem escolher locais muito afastados de grandes centros e isso é necessário “para que haja assistência médica caso necessário”, ressalta.

Cuidados necessários para viajar grávida

Já sabemos que as futuras mamães podem viajar, mas é necessário falar sobre os cuidados. A doutora alerta que é imprescindível o uso do cinto de segurança tanto em viagem aérea quanto em terrestre. “No avião há apenas o cinto abdominal e ele deve ser usado sobre a raiz das coxas e nunca sobre o útero”, ensina.

Para voos de longa duração, ela comenta que é bom que a gestante ande um pouco e execute movimentos de extensão e flexão dos membros inferiores “para minimizar o inchaço as dores e o risco de trombose”, diz. Já em relação a viagens terrestres, a doutora recomenda realizar paradas para alongar e andar um pouco.

Enfim, é isso! Agora que você, futura mamãe, já sabe que pode viajar e quais são os cuidados necessários, não esquece de colocar as recomendações em prática para ter uma boa viagem!

Faça um comentário
Sou jornalista de formação e conto com passagens por diversos veículos de imprensa. No entanto, foi como repórter de turismo que encontrei minha paixão. Sou feminista e em 2015 decidi juntar jornalismo, viagem e empoderamento feminino para criar o portal M pelo Mundo.

Aviso

A reprodução total ou parcial do conteúdo publicado no M pelo Mundo, sem a autorização do site, é proibida pela Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.