Cinco dicas para evitar problemas em viagens internacionais

As viagens internacionais são acontecimentos de grande importância e merecem uma atenção redobrada no momento do planejamento. Isso porque qualquer descuido ou acontecimento imprevisto pode acabar prejudicando os dias que deveriam ser reservados para o descanso e lazer. 

Desta forma, é de suma importância pensar em detalhes que podem minimizar o impacto de circunstâncias desagradáveis. Com a ajuda de Wendel Ferrari,  CEO da Temporada em Orlando , listamos a seguir cinco dicas para evitar pesadelos em viagens internacionais. Confira!

Cuidado ao escolher uma hospedagem

Pesquisar sobre a hospedagem, seja casa, apartamento ou hotel, é muito importante. Segundo o CEO, antes de pensar em preço, é essencial se certificar da credibilidade do local, verificar o conforto, privacidade, segurança, comodidade, localização. Além disso, formalizar a reserva é indispensável e para isso é bom contar com um contrato devidamente preenchido e assinalado pelas partes.

“Documentos na sua língua nativa (português, do Brasil, por exemplo) ajudam a garantir maior transparência das regras contidas nas cláusulas”, diz Wendel Ferrari. “Vale atentar-se também à garantia de suporte: se tem, como funciona, a disponibilidade, tudo para não ficar desprotegida, no caso de precisar de algum auxílio imediato no uso do espaço”, indica.

Seguro viagem é essencial

Nunca se sabe o que pode acontecer em uma viagem. Em casos de problemas de saúde, o acesso a hospitais e medicamentos, em outros países, deve ser buscado pela própria turista, caso não tenha sido feito o seguro junto com a compra do pacote da viagem. Por isso, contratar um seguro antes de viajar é uma maneira viável de se garantir segurança, caso ocorra algum acontecimento imprevisto.

“Recentemente vimos o caso do filho da atriz Fernanda Rodrigues, em Orlando, que com a mudança brusca de temperatura, foi acometido por uma inflamação das vias respiratórias. Isso demonstra a importância de se precaver em todos os aspectos. Além do que, o sistema de saúde dos Estados Unidos, por exemplo, é diferente do Brasil. Não ter um seguro viagem, com abrangência para os casos de saúde, é inadmissível”, orienta o executivo.

Atenção com as validades do passaporte e do visto

Muitas pessoas acabam esquecendo de conferir algo fundamental: as validades do passaporte e do visto. Por isso, não esquecer de conferir esses dados é muito importante. “É muito comum as pessoas se certificarem da validade do passaporte e se esquecerem de conferir a do visto”, comenta Ferrari.

Leve uma mini farmácia

Fora do Brasil, alguns medicamentos como analgésicos, anti-inflamatórios e dos de uso contínuo, podem ser bem restritos. Por isso, leva-los é uma maneira de evitar problemas caso você precise de algum deles. “No caso de uma febre ou dor e cabeça, por exemplo, não se vendem opções sem prescrição médica, portanto, seria preciso acionar o seguro viagem e/ou passar em médicos particulares, que podem exorbitar a verba destinada à viagem”, pontua o CEO da Temporada em Orlando.

Dicas extras

Uma dica importante recomendado por Ferrari é evitar fechar voos com conexão em horários muito próximos, pois, caso um voo atrase, pode atrapalhar o acesso ao outro.  O CEO ainda recomenda verificar o horário de check in e check out da hospedagem; levar dinheiro em espécie; liberar o cartão de crédito antes da viagem; levar carteira de habilitação do país de origem; e habilitar o celular para ligação internacional ou comprar um chip local do país de destino. “É muito bom, você poder sair do avião e já ter acesso aos seus e-mails, redes sócias e whatsapp, além é claro de aplicativos como o Waze para guiá-lo na rota até a hospedagem contratada”, finalizar o CEO da Temporada em Orlando.

 

 

Faça um comentário
Sou jornalista de formação e conto com passagens por diversos veículos de imprensa. No entanto, foi como repórter de turismo que encontrei minha paixão. Sou feminista e em 2015 decidi juntar jornalismo, viagem e empoderamento feminino para criar o portal M pelo Mundo.

Leia também:

Aviso

A reprodução total ou parcial do conteúdo publicado no M pelo Mundo, sem a autorização do site, é proibida pela Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.