Chapada dos Guimarães: um encanto no coração do Brasil

Imagem: Bruna Fante/ acervo pessoal

Bem no centro do Brasil, no estado do Mato Grosso, a 64 km da capital, Cuiabá, existe um pedaço de paraíso ainda não muito explorado: a Chapada dos Guimarães. Desde que me mudei para as bandas de cá, visitei algumas vezes a Chapada e, neste texto, reúno um pouco das minhas experiências e dicas para que vocês também se aventurem e desbravem o coração desse nosso país.

Atrações na Chapada dos Guimarães

Ainda não consegui conhecer todas as atrações que a Chapada dos Guimarães oferece, por isso, listo abaixo aquelas que visitei e recomendo. As demais atrações ficam para minha próxima viagem e, em seguida, uma outra postagem.

1- Cachoeira Véu da Noiva

Cartão postal da Chapada dos Guimarães, a cachoeira do Véu da Noiva possui uma queda de 86 metros e não é propícia para mergulho. Há uma trilha de aproximadamente 650m até um mirante de onde é possível observar a cachoeira e, ao seu redor, os paredões característicos da Chapada e a vegetação do cerrado. Com um pouco de sorte, você até consegue ver algumas araras sobrevoando a região. A cachoeira localiza-se a 12km da cidade de Chapada dos Guimarães e a entrada é gratuita. Vale muito a pena!

Imagem: Bruna Fante/ acervo pessoal

2- Cachoeira dos Namorados e Cachoeirinha

Elas são acessadas através de uma trilha de aproximadamente 1km, cuja entrada se dá pelo mesmo local da Cachoeira do Véu da Noiva. A trilha é de nível fácil e a entrada também é gratuita. O acesso é permitido sem a presença de um guia e as cachoeiras são adequadas para banho. Eu gostei bastante de passar um tempo nos arredores delas, contemplando a natureza e relaxando um pouco. Recomendo a visita!

3- Cachoeira do Marimbondo

Fica localizada dentro de uma propriedade particular e, por isso, é preciso pagar o valor de 10 reais por pessoa para acessá-la. No local, há lugar para estacionar o cachorro, banheiros e uma lanchonete. O acesso à cachoeira se dá através de uma trilha curta e não é necessário a presença de guia. Essa é uma das minhas cachoeiras preferidas até agora. Recomendo visitá-la no horário do almoço, quando os raios do sol refletem na água e deixam ela mais linda ainda!

Imagem: Bruna Fante/ acervo pessoal

4- Mirante do Alto do Céu

É um dos lugares mais procurados para se apreciar o pôr do sol na Chapada dos Guimarães e posso dizer que faz jus a procura. A paisagem é mesmo deslumbrante! Fica também localizado em uma propriedade particular e o preço de entrada é 20 reais, porém deixo aqui uma dica: com um pouquinho de carisma é possível negociá-lo com o proprietário. Imperdível!

Transporte até a Chapada dos Guimarães 

Para conhecer boa parte das atrações da Chapada é necessário se locomover de carro, pois elas são distantes da cidade e não existem linhas de ônibus que realizam os percursos. Assim, recomendo que você alugue um carro ou vá de ônibus até a cidade e contrate um guia turístico que possua carro para fazer os passeios.

  • Avião

Se você mora em outro estado ou região do Brasil, provavelmente a forma mais fácil de chegar até aqui é de avião. O aeroporto fica localizado em Várzea Grande, cidade vizinha de Cuiabá. Já o trajeto de Cuiabá até a Chapada dos Guimarães pode ser feito de carro ou de ônibus. No próprio aeroporto existem locadoras de veículos com preços acessíveis. Mas, caso você opte pelo ônibus, deverá ir até a rodoviária de Cuiabá.

  • Ônibus

Existe uma única linha de ônibus que percorre o trajeto Rodoviária de Cuiabá – Rodoviária de Chapada dos Guimarães. Os horários podem ser acessados neste endereço (clique aqui).

  • Carro

A Chapada dos Guimarães fica localizada a 67km da capital do Mato Grosso, Cuiabá. A estrada não possui pedágios e é razoavelmente estruturada.

Hospedagem na Chapada dos Guimarães 

  • Hostel

Eu não tive nenhuma experiência com hostels na Chapada ainda, mas alguns amigos e amigas se hospedaram e me recomendaram o hostel “Casa di Rose”. O lugar é bem aconchegante, bem localizado e as diárias são bem acessíveis.

Casa di Rose
Rua 6, 105 | Bom Clima, Chapada dos Guimarães, Mato Grosso 78195-000, Brasil
Contato: (65)3301-2808
Página no facebook: (clique aqui)

  • Airbnb

No “Airbnb” você encontra uma variedade de opções de acomodação na Chapada: desde pousadas até casas na cidade e sítios mais afastados. Dentre as opções existentes, recomendo a pousada Araçari. Localizada na região central da cidade, é um lugar tranquilo em meio a vegetação nativa que oferece suítes para casal e suítes para 3 ou 4 pessoas. Além disso, é incluso na diária um café da manhã vegetariano. Entre em contato (clique aqui).

GUIAS (MULHERES)

Pensando em nós, mulheres viajadoras solo, trago uma lista de algumas guias e/ou condutoras que são recomendadas pela AGCE (Associação de Guias e Condutores de Ecoturismo da Chapada dos Guimarães):

Aliadine Silva de Assunção | Condutora
E-mail:
aliadi_1@hotmail.com
Tel. (65) 99205 2492

Alinne Silva de Assunção | Guia
E-mail
: aline_assuncao@hotmail.com
Tel. (65) 99288 7226

Cecília Kawall | Guia
E-mail: kawallcecilia@gmail.com
Tel. (65) 99997 3045

Nazareth Campos | Guia
E-mail:
 nazhacampos@yahoo.com.br

Tel. (65) 9 9601 5359 (Whatsapp)

Vera Maria de Araújo | Condutora
E-mail:
vdbergson@yahoo.com
Tel.
(65) 98108 1043

Manoela Laurindo | Condutora
E-mail: manulaurindo@gmail.com
Tel. (65) 99435651 (Whatsapp)

Dentre elas, recomendo especialmente a última, Manoela, quem eu tive o prazer de conhecer na última vez que estive na Chapada. Apesar de não ter sido guiada por ela, dormimos estacionados em seu quintal e mais do que a recomendo! Além de guia, ela também hospeda pessoas em sua casa-albergue. Vale a pena entrar em contato com ela para saber mais :D.

Faça um comentário
Bruna Fante
Desde que descobriu o significado de ser sagitariana nunca deixou de citar essa informação astrológica ao se descrever, pelo simples fato de nela caberem duas palavras que tanto dizem sobre sua alma: liberdade e viagem. Recentemente, atravessou quase meio país até o centro da América Latina para (tentar) passar adiante, através da educação, seu ofício de formação e de paixão: as Letras. Agora, tenta se equilibrar na corda bamba que unem os desafios da sua rotina profissional e o seu propósito: deixar um pouco de si e levar um pouco de cada canto deste vasto mundo.

Aviso

A reprodução total ou parcial do conteúdo publicado no M pelo Mundo, sem a autorização do site, é proibida pela Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.